[EDITORIAL] Pergunte, informe-se e (SÓ AÍ) DECIDA!

Veja o editorial de Célia Maria da Silva, Presidente da União das Pensionistas de Policiais Militares do Estado de São Paulo (UPPMESP).


E aconteceu mais uma vez. Mais uma vez, infelizmente, recebemos, aqui em nossa sede, um grupo de pensionistas que perdeu direito ao uso da rede Cruz Azul. Ludibriadas por advogados que se disseram bem-intencionados, essas mulheres solicitaram e obtiveram o desligamento da Caixa Beneficente da Polícia Militar (CBPM). Não sabiam que, com esta medida, estavam, na realidade, abrindo mão de um benefício essencial em suas vidas: o de receber acompanhamento e tratamento médico de qualidade e a custo acessível.

Embora tenhamos explicado e reiterado inúmeras vezes, a confusão ainda é grande: a Cruz Azul é um benefício, não é um convênio. O que mantém essa rede de hospitais em funcionamento é, justamente, o valor revertido pela CBPM. Em outras palavras, aquela quantia que é mensalmente
descontada de nossos holerites – ou seja, apenas 1% – vai para a CBPM, que repassa todo esse montante para a Cruz Azul.

Portanto, quanto mais desligamentos acontecerem, menos dinheiro será revertido. E quanto menos dinheiro, maiores são os problemas enfrentados pela Cruz Azul – que, hoje, já faz seus malabarismos para garantir o atendimento de qualidade. Atualmente, vale lembrar, qualquer consulta ambulatorial ou exame realizado sai pela metade do preço para familiares de PMs (desde que sejam contribuintes) e pensionistas. Já a parte hospitalar propriamente dita – como internações para cirurgias, partos e UTI’s, por exemplo – tem custo muito abaixo do praticado no mercado.

Em tempos como esses, em que as informações voam mais rápido do que somos capazes de acompanhar, sempre digo: tenha cuidado. Peça ajuda. Não se deixe levar pelo primeiro impulso. Pergunte, questione, vá atrás. Certifique-se de que a instrução que recebeu está correta. Do contrário, você poderá ser a próxima a abrir mão de algo que lhe fará toda a diferença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *